As mil casas do sonho e do terror – Atiq Rahimi

sonho e terror

Em persa, ‘mil casas’ designa o labirinto, essa extensão em que saída e becos sem saída confundem-se; o tempo pára, instalam-se a escuridão e o terror. E a mínima mancha branca evoca o sol. No tempo das ditaduras, Cabul e todo o Afeganistão não são essa extensão, esse labirinto? Cinco personagens presos na trama tentam escapar ao terror pela embriaguez ou pela fuga, pela morte, pelo amor, pelo sonho.

 

Ideias chave:

– tensão, terror, alucinação, sonho/realidade, guerra, repressão, solidariedade, desespero, absurdo.

 

Motivos de Interesse:

Atiq Rahimi é um escritor e realizador Persa amplamente galardoado, seja pela escrita seja pela realização cinematográfica;

– Prémio Goncourt em 2008 com “Pedra de Paciência“.

 

Curiosidades:

– as obras de Atiq Rahimi estão também adaptadas a filme, por ele mesmo.

 

A favor:

– o estilo de escrita, frio, duro e conciso. Diferente.

 

Contra:

– um estilo que não é unânime e que pode provocar alguma “saturação lírica”

 

Resumidamente:

é difícil descrever este livro. Talvez se fosse poeta o conseguisse fazer. Mas não sou. Mais uma vez atiq rahimi consegue captar e enclausurar um país, uma sociedade e uma época, num momento, um acontecimento de poucas horas. É soberbo, é divinal. Força interior, impotência, resiliência, sobrevivência e amor continuam a ser as palavras de ordem dos romances de atiq rahimi. Leiam, por favor leiam.

fb/2011

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s