porque escreve Mario Vargas Llosa

Escrevo porque aprendi a ler de criança e a leitura deu-me tanto prazer, fez-me viver experiências tão ricas, transformou a minha vida de uma maneira tão maravilhosa  que suponho que a minha vocação literária foi como uma transpiração, um desprendimento dessa enorme felicidade que me dava a leitura.

De certa forma, a escrita foi como o reverso ou o complemento indispensável dessa leitura, que para mim continua a ser a experiência máxima mais enriquecedora, a que mais me ajuda a enfrentar qualquer tipo de adversidade ou frustração. Por outro lado, escrever,  que inicialmente é uma actividade na qual incorporas a tua vida com os outros, com o exercício vai-se convertendo na tua forma de viver, na actividade central, a que organiza absolutamente a tua vida.

Cito frequentemente a famosa frase de Flaubert : “Escrever é uma maneira de viver”. No meu caso é exactamente isso. Converteu-se no centro e tudo o que faço, de tal maneira que não conceberia uma vida sem escrita e por suposto, sem o seu complemento indispensável, a leitura.

Mario Vargas Llosa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s