Tugas

De um modo geral os Portugueses sentem-se distantes do poder. Desligados. O chamado ” power distance index” demonstra que o povo Português tem a percepção de que existe um abismo entre ele e quem decide o seu futuro. Esta percepção traduz-se num sentimento de abandono pelos seus serviços públicos, pelas autoridades e pelos seus governantes. E quando as pessoas sentem que as suas instituições públicas não tomam conta delas, organizam-se protectivamente , de uma maneira tribal. Encolhem-se. Um estrangeiro em Portugal nota logo o bairrismo como característica fundamental do povo. Não apenas no sentido físico mas também no sentido metafórico, de aglomerados de auto-defesa ( circulos de amigos, de familiares, de colegas, etc) que zelam pelos seus próprios interesses perante o desintesse oficial que sentem.
No entanto, em mais uma das suas muitas contradições, os Portugueses agarram- se ao estado, por reflexo, como se fosse uma bóia de salvação, que tomará conta deles. Isto, apesar de todas as provas em contrário.

Barry Haton in weekend ( jornal de negócios, 24/08/2012)
Autor do livro ” os Portugueses”, 2011, clube do autor.
Correspondente da associated press em Portugal.

.

20120916-130239.jpg

One Comment Add yours

  1. lucilia branco diz:

    concordo plenamente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s