uma vida à sua frente

Em 1975, apareceu na lista final do Goncourt um escritor desconhecido. Dava pelo nome de Émile Ajar e nunca tinha aparecido em público. O mistério adensou-se quando o autor foi distinguido com o prémio e disse que não o queria, ao que o júri respondeu: “O Goncourt é como a vida e como a morte – não se aceita nem se recusa. Émile Ajar é, não obstante, o laureado.

Cinco anos depois, Romain Gary (1914-1980), escritor natural da Lituânia e naturalizado francês, aviador, herói de guerra e realizador de cinema, diplomata, suicidou-se com um tiro na cabeça e deixou uma nota de suicídio informando que era Émile Ajar. A revelação tornava-o o único escritor a vencer por duas vezes o Goncourt – prémio que só se pode ganhar uma vez, como o Nobel –, uma vez que já o tinha conseguido também em 1956, em nome próprio com o romance As Raízes do Céu.

Uma Vida à sua Frente, o livro que lhe valeu o galardão enquanto Émile Ajar, é um conto narrado por um rapaz árabe, Momo, de 14 anos. É a história de amor mais insuspeita que se pode imaginar, entre esse miúdo e a mulher que o acolheu em bebé, Madame Rosa, uma ex-prostituta judia sobrevivente de Auschwitz que acolhe crianças nascidas da prostituição na sua casa de Belleville, um bairro pobre de Paris, e que tem uma admiração enigmática por Hitler.

Momo escreve na primeira pessoa, revela uma personalidade sensível e naturalmente, uma imensa solidão inerente à sua condição. Tendo como melhor amigo um guarda-chuva que caracterizou e chamou Arthur e como referências comuns figuras como travestis e proxenetas, o órfão demonstra uma verdadeira devoção a Madame Rosa, à medida que a idade e a doença desta progridem. É delicioso observar o pragmatismo de Momo em tal contexto bem como a relação de ternura que tem com Madame Rosa, que ao longo do livro nos vai sendo dada a conhecer. Na sua escrita infantil, Uma Vida à sua Frente está cheio de erros mas torna-se ainda mais encantador por isso mesmo. Até porque, embora confunda muitas palavras, Momo revela-se um observador perspicaz de tudo o que o rodeia.

20120622-000444.jpg

fb/2012/06

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s