Pedra-de-paciência

de Atiq Rahimi

Prémio Goncourt 2008

Através de um monólogo nada entediante, ficamos a conhecer a pesada herança cultural dos muçulmanos. Com uma escrita poética Atiq Rahimi transporta-nos a uma realidade brutal de homens e mulheres presos aos seus usos e costumes. No fim a Pedra parte-se e a mulher liberta-se. O final possível num cenário em que quase sempre alguém é sacrificado. Um livro que pode subir ao palco.

 M.P

One Comment Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s