marlboro sarajevo

Não há nada melhor do que começar um livro de forma desafectada e sem quaisquer expectativas. É nestas alturas que nos surgem as mais agradáveis surpresas. Esta foi uma das melhores que tive nos últimos tempos. Este livro é uma colecção de contos, breves estórias ocorridas durante o cerco a Sarajevo. Trata de bósnios, de croatas, de muçulmanos. São relatos pragmáticos e duros, como a vida, como a realidade dos acontecimentos, que nos mostram como vivem ou sobrevivem os que não fazem a guerra ou dela não querem participar. E lições, algumas, a reter. Como esta: “No mundo, tal como está, existe uma regra fundamental e que se reduz a duas malas sempre feitas. Nelas devem caber todos os teus bens e as todas as tuas memórias. Tudo o que esteja fora disso já está perdido. Não vale a pena procurar razões, sentidos e justificações. Elas oprimem, tal como as recordações.”  E afinal não é assim a vida, actualmente ?
fb/2011/março/08

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s