a ofensa

A sinopse deste livro é esta:

“Se o corpo é a fronteira entre cada um de nós e o mundo, como pode o corpo defender-nos do horror? Quanta dor pode um homem suportar? Pode o amor salvar aquele que perdeu a esperança? São estas algumas das perguntas implícitas em A Ofensa, a história de Kurt Crüwell, um jovem alfaiate alemão empurrado pelo nazismo para o vórtice de uma experiência radical e insólita.”

E de facto sobre o livro não há mais nada a acrescentar. Em absoluto. Creio mesmo que a sinopse é excessivamente complexa face ao conteúdo e coloca questões que não lhe estão subjacentes. So faltava mesmo um “oh meu Deus, de onde vimos, para onde vamos ?”  O próprio escritor assume numa entrevista concedida recentemente, em Portugal que só queria contar uma estória… mas enfim.

Mas a coisa não fica por aqui:

A Ofensa afirmou Ricardo Menéndez Salmón como um dos grandes nomes da jovem ficção espanhola.”

e

“A Ofensa foi finalista do Prémio Salambó e do Prémio Nacional da Crítica, além de ter sido considerado por vários órgãos da comunicação social o melhor romance publicado em Espanha em 2007.”

Ora depois de ler tudo isto – e o livro ! – apenas me intui citar um amigo e o seu, “Oh por amor de Deus ! Mas anda tudo tolinho ??”  Se assim é, anda mal a literatura Espanhola, digo eu, que não percebo nada do assunto.

É no entanto um bom produto do marketing literário. Um bom embrulho.

fb/2010/junho/03

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s