Cotovia

deszó kosztolányi, 1924

A felicidade da separação, a alegria da saudade. São contraditórios os sentimentos que a ausência nunca antes experimentada da sua quarentona filha Cotovia vai despertar neste casal. A redescoberta da vida, tal e como esta deveria ser e a assumpção, honesta, de como o amor nos molda e condiciona.

Mais um romance húngaro brilhante numa narrativa cativante e escorreita.

fb/2009/abril/12

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s